letras.top
a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 #

letra de 25g - givnt, djonga & brisa flow

Loading...

e aê!
e aê, brisa?
salve, givnt (salve!)

fala, meu!
e aê!

25 grama por semana e cê diz que me ama
entorpecido pelo mel da minha chama
mas meu coração já não se engana
já se afundou na lama
em outras tramas que só me renderam dramas

desde menina minha sina é a solidão
minha música é opção pra sair da escuridão
salve, seu sebastião de general pra capital
do estadual, lapa central, vida real

corta pra sp
que sonha mais alto, que espalha pra ver
não deu pra prever
tive que dar pause, correr pra fuder
faça acontecer
só que hoje não posso retroceder
minha meta é ter (minha meta é ter)
uma casa pro meu moleque crescer

e eu sonho acordadona
de xp pretona cortando as avenidona
e não posso me iludir, pés no chão, firmão
quem se emociona perde o foco e a contenção

da oeste pra norte (da oeste pra norte)
geral tá no corre querendo trampar
mesmo sem suporte (mesmo sem suporte)
com sede e com gana de fazer vingar
te desejo sorte (te desejo sorte)
cê sabe, se precisar, é só me chamar
irmão, seja forte (irmão, seja forte)
da sul para a norte

rá, e eu tô pela leste (e eu tô pela leste)
bora se trombar do lado de cá
te desejo um beck (te desejo um beck)
pra gente fumar, pra gente se amar
eu tô pela leste (eu tô pela leste)
bora se trombar do lado de cá
e eu tô pela leste, eu tô pela leste

eu tô com guga na minha rua
encarando caô de perua
sendo que eu vi a real nua e crua
dancei só com a morte e venci várias ruas

peitei o mundo lá fora na tora
agora você quer me surpreender
eu sou problema antigo no bairro, na escola
duvido cê pagar pra ver

traumatizante é adaga na ponte
agora me conte o que é querer ser
eu te dou o papo da história oculta
do lado de cá não é só querer ter

se tu quiser, tu tira esse véu
que eu tô querendo provar desse mel
drama é pedir alívio pros fiel
veio travado e pagando o motel

vida bateu, me ensinou a ser eu
a dar tapa na cara dos que me fodeu
arrombar pra juntar os que nunca comeu
a rezar pela alma dos irmão que perdeu

quem faz os corre dos mano do chá
quem faz os corre das mina que pá
os de mão forte que é pra segurar
os molecote tá vindo é ak e ak

da oeste pra norte (da oeste pra norte)
geral tá no corre querendo trampar
mesmo sem suporte (mesmo sem suporte)
com sede e com gana de fazer vingar
te desejo sorte (te desejo sorte)
cê sabe, se precisar, é só me chamar
irmão, seja forte (irmão, seja forte)
da sul para a norte

e eu tô pela leste (e eu tô pela leste)
bora se trombar do lado de cá
te desejo um beck (te desejo um beck)
pra gente fumar, pra gente se amar
eu tô pela leste (eu tô pela leste)
bora se trombar do lado de cá
e eu tô pela leste, eu tô pela leste