artists: a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9

letra de prazer é todo meu – hipnod

Loading...

querem festa do que não presta e o que resta desta vez
que tu nem deste o amor modesto tu só me quiseste fugir de vez
eu manifesto pelo que me resta porque foi desta que esta fez
ter pelo menos dois dedos de testa mas tu testas-me aos “porques”!

tu não te mancas e dizes sempre que a culpa é minha
és exigente mas com o tempo perdes tudo
sabes que eu não gosto de holofotes, de poses pra fotos
não sou postiço prefiro o natural do mundo

chega de birrinhas… larga a burrice e não te faças de burra
se é comigo que queres tecto tu controla..
eu não quero berros pás vizinhas, vida alheia ou cusquisses
prefiro um vinho e um improviso sobre a viola

esta cidade brilha, mas relatos não são factos
boatos são pa fracos, e quanto a ratos e qualquer um estrilha
vadias querem vida louca mas são vacas loucas
digo na cara delas que tenho receio de ter uma filha

mas pra ser sincero, tens exterior que atrai
é pena e que sejas a vergonha para qualquer pai
sabes o que é que eu quero? tratar como um bonsai
a musa da minha vida que eu sei bem que não me trai

a vida alheia enjoa, prefiro ter vida própria
do que ter uma que não é boa e ser fotocópia
pegar nos remos e na canoa remar contra esta óptica
aqui cheira lisboa mas bom fado já não se toca

se tu queres convoca, sufoca
que a vida q levas agora pode não voltar a vir
aproveita o presente que te marca no p-ssado
porque um futuro errado vai-te magoar a seguir

refrão:
eu nasci pr-nto pra lutar, pr-nto pa ganhar
mas se eu perder isso não me vai derrotar
tou contente com tudo aquilo que conquistei
mas quando a vida para a meio eu sei

mas eu não paro meio, e volto a levantar
se bato no p-sseio, eu ainda tenho que andar
e se eu mostrar receio, eu volto a tentar
pois tudo o que sonhei e pra concretizar

não se concretiza com a visão e quem avisa amigo é
nesta vida há uma missão e não é só tar pé
perco o juízo e aviso mano, tu não fumes tanto
dizem para me meter na minha com ar de arrogante

para ti irmão, é aquele que só ta cá pras mocas
pras bezanas das semanas pedradas e porcas
não sigo p-ssos de falsos, sinto a vibração aos saltos
eu já te avisei mas tu não notas…

abrem latas e garrafas com paleio vazio
as arruaças recordadas são só stress e vento…
são guardadas como datas e dão-te um arrepio
problema é que são exageradas e vão com o esquecimento

e essa porca… já te aconselhei para tu veres ao espelho
perdes as horas obcecado nem vês o conselho…
mano eu tou cá pra tudo eu já te provei
mas andas a comer no prato onde já cuspiram também

e não convém pessoas fúteis
vazias no interior, que nos fazem sentir inúteis
eu só me afasto, enquanto rasgo as nuvens
porque eu prefiro ver a luz sem entrar nos túneis

tou inspirado devido a maus motivos
porque vivo contrariado e num caos nocivo
tou transpirado e com objectivos
mas eu sei q vou ser pago já tou decidido

refrão:
eu nasci pr-nto pra lutar, pr-nto pa ganhar
mas se eu perder isso nao me vai derrotar
tou contente com tudo aquilo que conquistei
mas quando a vida para a meio eu sei

mas eu não paro meio, e volto a levantar
se bato no p-sseio eu ainda tenho que andar
e se eu mostrar receio eu volto a tentar
pois tudo o que sonhei e pra concretizar

- letras de hipnod